Conteúdo de ouro para empreendedores de sucesso

Blog Doria Contabilidade

Como declarar tesouro direto?

Como declarar tesouro direto?

Um problema muito comum para quem está fazendo sua declaração de Imposto de Renda é descobrir como declarar tesouro direto. Os investimentos no Tesouro Direto tornaram-se muito populares nos últimos anos e o lançamento dos investimentos nesta modalidade podem parecer um pouco confusos à primeira vista.

Entretanto, para lhe ajudar, resolvemos criar este post para lhe ensinar como declarar tesouro direto de uma forma bastante tranquila e evitar maiores dores de cabeça.

Como declarar tesouro direto: por onde começar?

É bom lembrar que nos investimento em Tesouro Direto, o imposto só é cobrado quando ocorre o resgate, quando o título vence ou quando os juros semestrais são pagos.

Estes impostos que incidem sobre as transações são retidos na fonte. Sendo assim, para obter informações acerca de saldos e valores, é necessário solicitar um informe de rendimentos junto à corretora através da qual você realizou o investimento. Agora que sabemos disso, você poderá descobrir como declarar tesouro direto.

Como declarar tesouro direto: como e onde lançar?

A declaração dos seus investimentos em tesouro direto é feita em duas etapas distintas. Na primeira etapa, é necessário informar os saldos do investimento e na segunda, os ganhos obtidos ao longo do período.

Com o informe de rendimentos em mãos, dirija-se até a seção “Bens e Direitos” presente na sua declaração. Selecione a opção: “45 – Aplicação de renda fixa” e no campo discriminação deixe claro que se trata de uma aplicação em Tesouro Direto e dê maiores detalhes acerca das transações. Não se esqueça de inserir também os dados da corretora.

Insira os saldos presentes no informe de rendimento nos campos: “situação em 31/12/2016” e “situação em 31/12/2017”. Com isso a primeira etapa em sua jornada para descobrir como declarar tesouro direta terá chegado ao fim.

Na segunda etapa, vá até a aba “Rendimentos Sujeitos à Tributação Exclusiva/Definitiva” e selecione a opção: “6 – Rendimentos de aplicações financeiras”. Preencha os outros campos e, como fonte pagadora, insira os dados da corretora.

Por fim, insira os valores presentes em seu informe no campo “Rendimentos Líquidos”. Lembre-se que, se o informe apresentar os valores de forma segregada, será necessário realizar a soma de todos os rendimentos do período.

Caso, mesmo após as explicações, você tenha ficado com alguma dúvida sobre como declarar tesouro direto, sinta-se livre para falar conosco. Ficaremos felizes em ajudar.

Gostou desse post? Então compartilhe...

Facebook
Google+
Twitter
LinkedIn

Receba Nosso Conteúdo de Ouro

Contabilidade Sem Complicações
Descomplique Agora!
Abra a Sua Empresa Agora!
Comece com o pé direito!
Gestão do eSocial Doméstico
Deixe conosco!

Consultas Diversas

Quer realizar consultas de CPFs em diversos órgãos, como o Detran, Serasa, etc? Fale conosco e experimente uma solução rápida que oferecemos especialmente para você!

Tem alguma dúvida?

Deixe a sua mensagem e criaremos conteúdos para atender às suas necessidades!

Doria Contabilidade © | 2018 | Todos os Direitos Reservados

Doria Contabilidade © | 2018 | Todos os Direitos Reservados

Tem alguma sugestão de assunto? Fale Conosco!

Rua Paulo Avelar 947 - Salas 01/02 - Parada Inglesa - São Paulo - SP - CEP:02243-010